Família de Dom Boaventura quer saber onde jaz o corpo

 

A família da "casa sagrada" de Dom Boaventura, do suco Betano, agradeceu ao primeiro ministro, Kay Rala Xanana Gusmão pela iniciativa de relembrar o seu nome e aproveitou para pedir aos Estados de Timor-Leste e de Portugal para que indiquem o lugar onde se encontra a sepultura.

O Estado irá recordar o nome de Dom Boaventura e inaugurará uma estátua em sua homenagem, no entanto, a família exige ao Estado Português, através do Governo de Timor , que indique o local onde está sepultura deste herói nacional.

Dom Boaventura foi assasinado. A família não sabe ao certo o local onde foi morto. Segundo a história dos mais velhos, foi capturado e levado para Díli. Foi castigado em Aipelo, trouxeram-no de volta para Díli e aí foi assassinado. Segundo a família, a sepultura está à frente do portão principal do Cemitério de Santa Cruz.

Segundo o neto João da Costa Boaventura Noronha, o seu avô , foi assassinado pelo o facto de ter matado alguns portugueses. A sepultura estará algures no Cemitério de Santa Cruz e talvez seja pisada pelas pessoas que por lá passam. João da Costa indica que só o governo português sabe onde está sepultado o corpo do seu avô.

Apesar de o Estado recordar os 100 anos da Guerra de Manufahi, liderada por Dom Boaventura, celebrações que a família agradece, os netos, João da Costa Boaventura, Francisco Camões de Olivera, da Casa Sagrada de Donura, Boaventura Serkoli Dero, que inclui Júlio Noronha e o responsável da casa sagrada Oebada continuam a exigir que encontrem o corpo e os ossos.

SAPO TL com Suara Timor Lorosa’e